Marketing Digital

SEO – Dicas para o seu site aparecer em primeiro no Google

Antes de mais nada, é importante entender o que é SEO e como ele funciona no seu site.

SEO é a sigla para Search Engine Optimization, ou seja, otimização para motores de busca. Como o Google é o principal buscador no mundo, quase que todos os esforços de otimização são focados nesse buscador.

Apesar de muitos prometerem o primeiro lugar, devido a quantidade de fatores que o Google leva em consideração para exibir seu site para determinada palavra-chave, não é possível garantir que seu site irá estar sempre em primeiro lugar, principalmente se seus concorrentes também fizerem otimizações constantes no site.

Uma estratégia envolvendo SEO, como por exemplo em inbound marketing, é sempre pensado a longo prazo. Se o seu site não tem uma boa posição atualmente, ele pode demorar meses para chegar em primeiro lugar em determinada palavra-chave.

Algumas dicas de SEO são simples e podem ser aplicadas no seu site sem necessidade de uma reprogramação ou grandes custos com projetos maiores. Vamos a elas:

  1. Use o Google Webmaster Tools

Apesar de não ser algo que vá influenciar diretamente no ranking do seu site, ele será a base do trabalho de SEO. Com a ferramenta do Google você terá como gerenciar o posicionamento do seu site, analisar as palavras-chave presentes, links internos e externos entre outros recursos.

  1. Defina as palavras-chaves

Definir as principais palavras-chave a serem otimizadas permite um maior foco no trabalho, gerando resultados melhores. Você pode extrair essas palavras por meio do Google Insight, buscas internas ou do próprio Google Webmaster Tools.

  1. Avalie o conteúdo do seu site

Com as informações de como seu site está e quais palavras são o foco da otimização, você precisa ler o seu conteúdo e avaliar a qualidade dele, bem como o uso das palavras-chave nos textos e links internos. Cuidado para não pensar apenas no SEO e deixar o conteúdo com palavras repetidas muitas vezes, isso prejudica a qualidade da leitura. Uma boa densidade de palavra-chave é entre 3% a 5% do seu conteúdo.

  1. URL amigável

A url é o endereço da página acessada. Essa url precisa ser amigável, ou seja, ter o título do seu conteúdo ou algo que descreva o que tem na página.

Em geral, em um blog com WordPress, por exemplo, é usado o título do post como url, mas nada impede que você pense na url separadamente.

Esse recurso além de otimizar seu site para os buscadores, permite um entendimento por parte do seu visitante de qual conteúdo ele terá acesso usando determinada URL.

  1. Título e descrição da página

No código HTML é possível identificar o título e a descrição da página conforme exemplo abaixo:

<title>Título da página</title>

<meta name=”description” content=”Descrição da sua página”>

Essas informações são usadas pelos motores de busca para determinar qual texto será exibido na página de resultados. Esse conteúdo de título e descrição deve ser pensado tanto no robô do Google quanto no usuário, uma vez que se seu site aparecer bem posicionado mas com uma descrição ruim ele pode não receber o clique.

No título é recomendado usar até 50 caracteres e na descrição 165, lembrando de sempre usar a palavra-chave principal para a página.

  1. Gere um sitemap.xml para seu site

Apesar de parecer algo mais técnico existem sites que geram automaticamente esse arquivo .xml. Ele é um arquivo com a informação de quais páginas existem no seu site e deve ficar acessível seguindo o exemplo: www.seusite.com.br/sitemap.xml.

Dessa forma os robôs de busca poderão saber todas as páginas do seu site e indexa-las. É possível informar seu sitemap pelo Google Webmaster Tools, acelerando o processo de indexação das páginas em caso de sites novos.

  1. Avalie o nome das imagens

Algo que as vezes é desprezado, mas muito importante são as imagens do seu site. Através delas é possível adquirir um tráfego qualificado para seu site e sem grandes esforços.

Sempre que for subir uma imagem para seu site, principalmente se ela for de um produto, use o nome da imagem de forma clara, nada de imagem001.jpg. O Google usa o nome da imagem como um fator de ranqueamento no Google Imagens.

Se sua imagem é de um produto muito pesquisado, ela pode aparecer bem posicionada na busca por imagens e seu site receber acessos que antes eram ignorados.

Existem outras dicas e técnicas que podem e devem ser aplicadas, mas algumas precisam de alteração em código html, como o uso de H1, H2, H3 na página, otimização da velocidade de carregamento do site, ter a versão mobile/responsiva, etc.

Espero que com as dicas acima para realizar a otimização do seu site você já possa começar a ter novos resultados, melhorando o posicionamento no Google.

Ficou com alguma dúvida ou quer mais dicas? Deixe seu comentário e continue acompanhando nosso blog.