fbpx

Diferença entre mídia offline x online

O mercado de marketing ao longo dos últimos anos vem se digitalizando. A migração do investimento em mídia offline para a mídia online vem acontecendo gradativamente. Existem pontos positivos e negativos e positivos em investir em ambas as mídias, vamos falar sobre eles ao longo do texto.

As empresas que antes faziam apenas investimentos offline ficaram surpresas com a assertividade de entrega das mídias online, os relatórios que são gerados, o investimento que por ser digital é infinitamente mais barato que o offline e a agilidade de uma atualização na campanha que não esteja funcionando.

Outro ponto positivo de fazer mídia online x offline é que como o investimento é mais preciso, existe mais certeza de quanto está sendo investido, para onde essa verba está indo e o quanto ela está convertendo. Os riscos são bem menores, pois ainda é possível, na maioria das mídias suspender ou reaplicar em outros canais se o que foi escolhido não agradar.

Para se obter sucesso na estratégia de mídia online é preciso bem mais do que ter um website. É preciso que o site seja atualizado com uma periodicidade constante. É preciso também que seja de fácil navegação, amigável para o cliente encontrar o que procura. Pois se o cliente não encontra a informação, ele desiste do site e continua a busca dele em outro canal ou empresa. É importante também tratar da estrutura do site, fazendo com que ele tenha as melhores práticas de SEO (Search Engine Optimization). O SEO vai fazer com que o site seja encontrado pelo Google aumentando a sua relevância orgânica e assim fazendo com que ele seja encontrado por um número maior de pessoas.

Quando fazemos campanhas de SEM (Search Engine Marketing) no Google Adwords e em plataformas sociais como o Facebook, temos como obter relatórios de onde está sendo investido cada real, e ainda o quanto está sendo convertido com uma alta assertividade.

Antes da mídia online existir, quando a publicidade era feita de forma tradicional, se ganhava muito em exposição, mas, não se tinha como garantir de fato quem havia sido impactado pela mídia e muito menos saber em que momento da cadeia de compra esse cliente ou grupo de clientes estava.

Na web, é possível não somente ter essa certeza, como também através de ferramentas de mensuração e segmentação saber exatamente com quem estamos “falando”. Através da segmentação, é possível entregar um anúncio específico para um público “A” de uma faixa etária escolhida, composto apenas de homens que tenham interesse em um segmento de bens de consumo “x”. Ainda mais, pode se acompanhar a conversão do anúncio em tempo real e fazer ajustes e otimizações ao longo da campanha visando atingir da melhor forma o objetivo desenhado.

Quando o cliente começa a pesquisar sobre um determinado produto ele segue os passos de uma cadeia de compra. Quando um cliente começa a sua busca para a compra de um produto nem sempre ele já está apto a comprar.
É necessário ter uma abordagem diferenciada para cada momento de compra e fase. Para essa abordagem diferenciada podemos nos utilizar do remarketing, com essa estratégia conseguimos “falar” com o cliente diferenciando o anúncio entregue para aqueles que já visitaram um site antes.

Escolha
Compra
Utilização
Relacionamento
Pós compra/recompra

Quando a decisão for investir em mídia on line, alguns cuidados tem que ser tomados para que a campanha tenha sucesso. O planejamento é fundamental para o sucesso da campanha. Outro fator muito importante é o gerenciamento e atualização das mesmas, que deve ser feito manualmente e em tempo real de acordo com a performance e necessidade. Ações com o planejamento bem feito tendem a se manter em destaque por mais tempo, performando melhor e convertendo mais.

Vamos montar a estratégia de mídia online da sua empresa?